Centros de Dharma são importantes, muito importantes.  Mas eles surgem somente na dependência de muitas causas e condições diferentes e assumem uma variedade de diferentes formas.  Se, por qualquer razão, não temos acesso regular a um deles, devemos tomar isso como um sinal de que nossa tarefa é criar as causas e condições para que um apareça de uma forma que sejamos capazes de participar dele, de maneira fácil e feliz.

A causa primária para o aparecimento de um Centro de Dharma em nossa vida é o forte desejo de que ele o faça.  Se não temos esse desejo, mesmo que nós moremos fisicamente em um, um “Centro de Dharma” não aparecerá em nossa vida.  Para nos ajudar a desenvolver esse desejo, podemos considerar o que Geshe-la disse sobre Centros de Dharma.

Para começar, eu gostaria de lhe dizer que todos devem reconhecer quão importantes são os Centros de Dharma.  Professores, administradores e alunos devem reconhecer que Centros de Dharma são extremamente importantes para nós próprios, nossas famílias e o público em geral.  Sem Centros de Dharma, é muito difícil manter uma vida espiritual pura.  É quase impossível manter um estilo de vida de um Bodhisattva.  Sem manter um estilo de vida budista, é difícil fazer progresso no caminho espiritual, que nos dá o real significado de nossa vida humana.  Com uma conexão a um Centro de Dharma, temos a possibilidade de melhorar a nós próprios graças ao Dharma.  Sem Centros de Dharma, é difícil de encontrar uma vida significativa para nós próprios, nossa família e outros.  Primeiro, devemos desfrutar de estar em um Centro de Dharma.  Então, todos os outros, como nossos pais, os outros membros de nossa família e nossos amigos, entenderão que somos felizes; então, eles se regozijarão por nós e criarão uma ligação conosco.

Às vezes, aqueles que não têm acesso regular a um Centro de Dharma podem cair no extremo de pensar que Centros de Dharma não são importantes.  Isso é errado.  Como diz Geshe-la, devemos todos reconhecer a importância dos Centros de Dharma enquanto aceitamos que o fato de atualmente não termos acesso regular a um deles é exatamente perfeito para nosso desenvolvimento espiritual.  Por quê?  Porque as oportunidades de não ter acesso a um Centro nos dão as causas para que um deles apareça em nossa vida.

Se não temos um Centro de Dharma em nossa área, o que fazer para estabelecer um?  Encontre outras pessoas em sua área que também estejam interessadas em ter um Centro e trabalhe com elas para fazê-lo acontecer.  Contate o escritório da NTK e pergunte-lhes se eles sabem se alguém mais em sua área já expressou interesse semelhante.  Escreva a Geshe-la pedindo que um professor seja enviado.  Convide o Diretor Espiritual Nacional mais próximo para vir dar uma palestra pública.  Comece a fazer pujas em grupo, mesmo que haja somente dois de vocês (ou mesmo se você estiver sozinho).  Imagine que todas as pessoas de sua cidade estão fazendo os pujas com você, mantendo o forte pedido para que um Centro de Dharma apareça em sua cidade.  Geshe-la disse que sua visão é que finalmente haja um templo Kadampa em todas as maiores cidades do mundo.  Esse acontecimento em nossa cidade pode muito bem depender de nosso desejo pessoal.

Havia uma mulher em Santa Barbara cujo nome era Lea.  Ela estava totalmente sozinha em seu desejo de estabelecer um centro, mas ela o nutriu e fez tudo para fazê-lo acontecer.  Por meio de seu desejo inabalável e trabalho duro infindável, um centro foi finalmente estabelecido em Santa Barbara.  Então, Geshe-la veio e fez um tour pela Califórnia, e escreveu parte do Essência do Vajrayana nesse Centro.  Pelo fato de aquele Centro estar estabelecido, o Dharma veio para a parte sul da Califórnia.  A partir daquele Centro, finalmente Los Angeles abriu como uma “filial” de Santa Barbara.  Agora há uma próspera comunidade espiritual na área da grande Los Angeles, e isso é só o começo.  Se o Centro em Santa Barbara não existisse eu não estaria no Dharma hoje.  Se Lea não tivesse tido seu desejo inicial, nenhum dos que atualmente existem – e nenhum dos que virão ao sul da Califórnia – estariam.  Diz-se que o mérito que acumulamos de ajudar nosso centro de Dharma continua a crescer pelo tempo em que o Centro de Dharma existir.  A história de Lea e o Dharma no sul da Califórnia nos mostra como.

Escrito por Kadampa Ryan

Traduzido por Sueli Freitas

Fonte: https://kadampaworkingdad.wordpress.com/2015/08/22/making-progress-when-access-to-a-center-is-difficult-why-dharma-centers-are-important/